quinta-feira, 26 de março de 2009

IMPULSOS



Multidão vestida
no meio aos que querem tão pouco,
cilada de ombros largos.
Nos cercaram causando medo,
ansiedade.
Acima passavam aqueles que na pureza do impulso
só queriam atropelar-nos,
ouvintes barbados e infantis.
Contribuem auto confiantes.
Mente duvidosa flui de relance agora(...)
brilhante e fria,
como túmulos de mármore no inverno.
Não houve diálogo(...)
qualquer que fosse uma humilde conversação,
homem dos outros
Inúmeras luzes pardas surgem substituindo a letra
a terra
(...)e as estrelas,
isso, para não falar das flores
perdidas pelo caminho.
Propus me a escrever para não esquecer da relva molhada
que quando criança conheci nas madrugadas a caminho das letras
todos os dias melodia de mim mesmo
A relva
as flores
vertentes e chapadões
o mistério do arco íris(...)
tudo me dava vida
E o sonho de poder estar aqui
escrevendo este poema pra você agora.

66 comentários:

stella disse...

Ciao.

casa da poesia disse...

amo el cante de zenzontle
p´+ajaro de cuatrocientas voces...!?..."a relva...as flores...escrevendo este poema pra você agora..."...

Chica disse...

Lindo e escrever essas lembranças guardadas é bom e faz bem! um beijo,tudo de bom,chica

Nilson Barcelli disse...

Gostei do seu poema, é muito bom.
"...escrever para não esquecer a relva molhada...que conheci nas madrugadas a caminho...melodias de mim mesmo"
Muito bonito escrever assim.
Beijo.

Maria Inácia Bellico disse...

Por mais simples que seja algo, nos dá uma energia revigorante e motivos para vivermos, até mesmo escrever um poema.

Ótima quinta pra ti.

Bjim*

A.S. disse...

Sim! Este poema é um sonho tornado realidade!
Tal como todos os sonhos, só acreditando que cada um deles é a construção da vida, é que eles se realizam!...
VIVE... e SONHA!...


Beijos Maria!

Adriana disse...

hola!!! heromoso tu blog, deje un premio en el mio para ti... besos!

Fa menor disse...

"escrever para não esquecer da relva molhada"

Simplesmente lindo!

As lembranças afluem à mente e nos motivam a escrever.

Bjs

Osvaldo disse...

Oi, Maria;
Impulsos de medos e temores, impulsos de ânsias contidas, prontas a explodir, emfim, tudo Impulsos de Amor.
Lindo poema que merece ser lido e refletido
bjs
Osvaldo

Luísa disse...

Há miminho para ti no olhardeperto.
Adorei o teu poema!
Mil sorrisos!

marie disse...

Maria
Ainda bem que já voltou!
Bonito o seu "Impulso"...
Bjs,
Marie

Alvaro Oliveira disse...

Este "Impulsos" de ânsias e
temores, a recordar as lembranças.
Bonito este seu poema.

Beijos

Alvaro Oliveira

Maria disse...

Olá Maria! Que lindo seu espaço, que doces suas palavras!

Fiquei muito feliz em tê-la em meu blog. Obrigada pela presença =D

Voltarei sempre aqui ^^

Meu beijo

Rosemildo Sales Furtado disse...

A relva, as flores, as vertentes e chapadões, o mistério do arco íris...
Todos os encantos da natureza unidos
com um único objetivo: fomentar a tua existência, para que hoje, não em sonho, mas, na mais pura realidade, presentear-nos com este belo poema.

Abraços,

Furtado.

wallper.lima disse...

Olá Maria! Fiquei feliz de tê-la como minha seguidora, mas gostaria mesmo de ouvir alguma coisa de vc num comentário...mas vamos lá... estou aqui em seu blog, e gostei mto da cor usada como fundo, as imagens, e principalmente da poesia, que diz mto, e de um jeito tdo especial/diferente.
Espero vc, em meu blog, e que possa me falar qualquer coisa desta vez.
Abraços.
Waleria Lima.

A Palavra Mágica disse...

Maria!

Se querias escrever algo a altura dos teus leitores. Este é perfeito!

Note quantos citaram a "relva molhada". Se é para escrever assim, regue-a sempre.

Um beijo!
Alcides

Vieira Calado disse...

Poema, aliás, que se lê com muito gozo interior.

Bjs

Conceição Duarte disse...

Maria, olá!
Obrigada por visitar meu blog.
Vim ver o seu e gostei muito!
Lindo o IMPULSO!
Grande bj, CON

Marina-Emer disse...

Que bonito lo que he leido pero que lástima que no sepa contestarte en tu Idioma,me gustó mucho.
Marina

Erik Schunk disse...

Oi, Maria!
As suas palavras são
muito doces e tocam profundamene na alma.
Obrigado pela sua presença em meu blog!
Continuarei de olho em seu espaço.
Um grande abraço!

O Profeta disse...

És realmente uma mulher espantosa...


Doce beijo

Gisa Borges disse...

Impulsos é um poema profundo... parabéns! "(...) para não falar das flores perdidas pelo caminho." essa frase me fez pensar!rsrss...

vi que tb já está seguindo meu blog... e já vou tb seguir o seu!

Super abraço Maria... tudo de bom!

Haialla Souza disse...

Muito belo seu poema...
Adoro a sua escrita!

Beijos.

A.S. disse...

Olá!

Vim ler-te, descobrir borboletas em delírio, deixar-te um beijo e desejar-te um excelente fim de semana!...

Fabricante de Sonhos disse...

Um sonho bom de lembranças boas e coisas simples, porém fundamentais!
Lindos versos...

Adorei tudo aqui!!!
Muito bom mesmo!
Já virei fã!

Um ótimo final de semana!

Beijo grande!

Fabricante...

Multiolhares disse...

è bom recordarmos,
adoro o cheira da terra molhada, e da grama do jardim
Bj

Mariana Dore disse...

bonito mesmo... adoro admira-los!

;D

Compondo o olhar ... disse...

querida amiga, te indiquei um selo, dá uma passadinha lá no meu blog para pegá-lo.

bjocas

wallper.lima disse...

Oi Maria...aqui eu novamente...gostei mto de ter me retornado, pois fiquei conhecendo um pouco de vc.
Sobre a cristaleira, quem sabe apareça um jeito de vc tê-la em suas mãos, pois quando queremos mto uma coisa, ela acaba se tornando realidade.
Não deixe de aparecer sempre que quiser...
Aqui voltarei sempre pois agora já aprendi o caminho das pedrinhas...me aguarde.
Obs. Já estou te seguindo...

Papagaio Mudo disse...

Lindo o "head" do seu blog

parabéns pelas poesias.
abs,

Gustavo

Igor Leal Pena disse...

Oi Maria!!
Obrigado por participar do meu blog.
Seja bem vinda.....
Muito bonito a sua poesia, parabéns.
Sou seguidor assíduo do se blog.
Um grande abraço.

Eliana / Lu Maria disse...

Obrigada pela "adesaão" ao nosso blog, nossa casinha. Sempre que entrar nela, será envolvida por luz suficiente para se sentir bem-vinda. Luz clara, transparente e acolhedora.
Perfeito isso:"como túmulos de mármore no inverno.
Não houve diálogo(...)". Leitura do meu moentos presente...

Axé!
LU MARIA

Haere Mai disse...

Um poema escrito com Alma! Excelente Impulso.

Beijo azul

Compondo o olhar ... disse...

o que seria da vida se não tivessemos este impulsos para impulsioná-la??? lindo!!!

bjocas

esta sabendo da hora do planeta, hj as 20:30 apague as luzes por uma hora da sua casa, onde vc estiver... participe!!! o planeta agradece.

ellen disse...

Tem selo para si Fátima, no meu blog "oS meUs MimiNhoS" :)
Bjinho

Cristiana Fonseca disse...

Belo blog, belíssima escrita
Linda poesia.
Abraços,
Crisfonseca

BC disse...

Muito bonito e muito próprio.
Palavras muito especiais.
Beijo
Isabel

Convido-te a passar pelo meu novo blog
bc-outrossorrisos.blogspot.com
e lá encontrarás sorrisos especiais

Rita Bastos disse...

Simplesmente lindo. Suas palavras dizem tudo. Adorei!!!!!!!!!!!

Solange Carvalho disse...

Viajei no teu poema.Sabe Maria que lendo o que tu escrevestes pensei que tinha conhecia.que louco isso,Bjo.

bruxamarytsha disse...

Maravilhosa poesia, cheia de dor e absolvição, beijocas

Xabonas disse...

passei...li e adorei o teu blog....:-)

Nade disse...

Maria, querida!
Estive um pouco ausente daqui, mas como boa seguidora que sou (rsrsrs), virei com mais frequencia, até porque adoro o seu blog!
O que é esse post, amada? Lindo demais... Ah, o amor... Belo presente!
Bjs e excelente domingo!

Marta Alicia Pereyra Buffaz disse...

Un blog con una estructura ingenieril. Felicitaciones, Borboleta.

Si los ingenieros-poetas-borboletas piensan en la óptica, te aclaro que el azul es difícil de leer.

Un abrazo desde Argentina.

Miguel Ângelo disse...

Como é que eu vim cá parar? Não sei...
Mas gostei deste espaço: suave, com lindos textos e imagens.
Não sei como vim cá parar mas voltarei.

Flavio Ferrari disse...

O melhor da vida é estar aqui, comentando o teu post agora.
Beijos

gabi disse...

e que lindo poema!!!

gostei muito de ler!!

continue sempre escrevendo!!!

gabi

=)

rouxinol de Bernardim disse...

Desabafar dessa forma tão poética é magnífico! Lapidar!

Silvia Beatriz disse...

EN MI REVISTA HAY UN REGALITO PARA TI, PERO A PARTIR DE LAS 9 DE LA NOCHE!!! ESTOY PREPARANDO EL POST.
BESOS

Mírian Mondon disse...

Oi Maria,

Tem um COMUNICADO URGENTE no meu blog! Avise seus amigos, estou tentando avisar a todos que me acompanham!

Abraços

Dulcineia (Lília) disse...

Por impulso, aqui cheguei.
Dei com música suave, poesia.
Relva molhada em madrugadas letradas,
e , só a coincidêncis,
o mistério do arco-íris!
Um hino à vida, amor e respeito à natureza!
Encontro alguns amigos...
Um abraço, cheio de cores,
daqui, do ARCO-ÍRIS
Lília

Daniel Silva disse...

Olá

Passa no meu blogue. E aceita o prémio ;)

Cris Animal disse...

Li seu post quando publicou e pensei que havia comentado...rs
Vejo agora que apenas li!

Que o melhor fique gravado sempre em seu coração. Em palavras de "relva molhada", em momentos que sua alma cravam como tatuagem à fogo. Que as boas lembranças encham seu ser de força e luz para quando atravessar a tempesatade iluminar a mata escura.
Que as lembranças ruins, sejam como flores que caem...apenas caem e ficam ali, em algum lugar. Quem sabe até, ironicamente, enfeitando um canto do seu coração.
Com carinho
.............Cris Animal

Michelli Cynthia disse...

Ameeii essa...
dar pra ser poeta jahhh... rsrsrs

xeruu

Lúcia Machado disse...

...Gostei muito :)

Nokenicus disse...

Hola, perdón si comento por acá, solo estoy pasando a saludar y también para invitarte a que pases y veas mi blog a ver si encuentras algo de tu agrado y si te gusta intercambiemos enlaces, una suerte de fucionar dendritas o algo asi diria yo,je.
Saludos y hasta la proxima.

Luísa disse...

A beleza do que se lê está nas palavras escritas de quem as postou!
Muito bonito este seu poema!

Mil sorrisos!

ellen disse...

Adoro visitar a sua casa Fátima :) sempre poemas bonitos além de serem acompanhados por belas imagens!

e...
Há uma brincadeira no meu Blog. Gostaria que participasse :)) fico à espera...

E traga consigo o Presente de Páscoa e o novo Bouquet de Abril. É oferta :))

Beijinho

Zisco disse...

Oi moça, tem meme para vc no meu blog

Zisco: Meme Da Ester

Bjs!

On The Rocks disse...

que belo poema!

obrigado.

até mais.

*Lisa_B* disse...

Lindo, escrito de alma e coração...

Aproveito para lembrar que hoje e o dia mundial da consciencialização do autismo, passe em meu blog please :-)
Beijinhos

Luis F disse...

Um belo momento... para ler e sentir

Bjs
Luis

daufen bach. disse...

OLá Maria,

Tudo muito bonito aqui.
a estética do blog e qualidade da poesia...do perfeito!

Escreves lindamente.

abraço terno a ti.

daufen bach.

Daniel Savio disse...

Bela poesia, mas o mas importante e escrever no nosso coração o que somos...

Fique com Deus, menina "Borboletas".
Um abraço.

Mylla Galvão disse...

Maravilhoso poema!!!
Como é bom poder transmitir aos outros o que nos vai na alma...
Bjs

Harley Dolzane disse...

Espero que tenhas gostado do sarauzinho.... mês que vem tem mais e eu te aviso!

Poxa, pq vc não disse um dos seus poemas ontem??? o microfone é aberto!

super interessantes os textos teus... vou ficar acompanhando as tuas publicações.

Carpe diem!

Marina-Emer disse...

"En esta turbolencia no consigo encontrar la paz"...
me quedo con esta frase.
un abrazo
Marina

Related Posts with Thumbnails

add this