sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Flores



Atrás das orquídeas

Um sonho de lágrimas

Sem comparações e nada de alarde

O oceano alenta dilatando belas e doces flores

Sem lua

tu me pediste que não chorasses aquele vulcão

Que viria a cavalo sem lastimares

Na cor do rio

Na rocha esculpida

Fascinando as libélulas

Mantendo o brilho

Voando sem asas

Imitando a revolução das células

Cumprindo o programa num combate amoroso

Buscando na profundeza reiniciar esta interminável subida

Acessando um ciclo nostálgico.

Enfim a noite vital se acalma

Se transforma numa película subentendida

Tentando atingir o sistema de partículas uniformes.

Pois não é tão fácil perder a razão

Assim corre a noite num espaço vazio

Recriando corpos levados ao rio.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

NÃO DEIXE QUE ISSO ACONTEÇA COM VOCÊ



Olhe para mim – presa em uma armadilha -.
Não deixe que isso aconteça com você
sempre quis dizer -te o quanto soou em mim.
-Momentos significativos-
até houve os que nunca me esquecerei.
Mas, você poderia estar muito ocupado e o sinal passou
O momento passou
Sabendo do preço das reticências não haverá outra chance
não haverá outra oportunidade pra você ser acariciado
o que importa é que nos amamos muito
o amor /as estrelas/as flores/
a felicidade passou...
nós dependemos dela para viver.
soou a morte.
.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

MUNDO VIRTUAL



Esse mundo virtual é fascinante, mas sabemos que todo excesso é prejudicial de alguma forma...

visite também:http://amazoniainforma.blogspot.com/

SUA DECISÃO


Todo o amor pode ser dado a você,
mas, se você decidir ser infeliz,
permanecerá infeliz.
E você pode ser feliz ,
imensamente feliz,
por absolutamente nenhuma razão
porque a felicidade e a infelicidade são decisões suas.

leva muito tempo para percebermos
que a felicidade
e a infelicidade dependem de você
porque é muito confortável para o ego achar que os outros estão fazendo você infeliz.
(...)exatamente como a água flui para baixo
e o fogo flui para cima o amor flui em direção à felicidade.

EM HOMENAGEM AO SITE PALAVRAS DE OSHO OSHO ...365 MEDITAÇÕES DIÁRIAS

visite também: http://amazoniainforma.blogspot.com/

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

ENVELHECER - MARIO QUINTANA


Envelhecer
Antes todos os caminhos iam.
Agora todos os caminhos vêm.
A casa é acolhedora,os livros poucos.
E eu mesmo preparo o chá para os fantasmas.
Mário Quintana.

http://tracosdeumhomem.blogspot.com/


PENSAMENTOS DE MARIO QUINTANA
"QUANDO ALGUÉM PERGUNTA A UM AUTOR O QUE ESTE QUIS DIZER É, PORQUE UM DOS DOIS É BURRO"

"UMA LÍNGUA AFIADA PODE CORTAR A PRÓPRIA GARGANTA"

"AUTODIDATA É UM IGNORANTE POR CONTA PRÓPRIA"

ESPIRITUALIDADE




“ Ciência sem Espiritualidade é loucura,
Espiritualidade sem Ciência é fanatismo ”.
Thomas Edson
CIÊNCIA QUÂNTICA

HOMEM VIRTUAL


Dei lentamente duas voltas na sala
Queria eu dizer a você que não se afaste deste meu ar pacato e agudo
que se limita a oferecer um sorriso ao convívio do silêncio
Não por vontade minha
em limitar a oferecer um belo sorriso.
gritos de socorro
Como obscura sou desta terra
ouço vozes e rumores
tranquilizantes
e uma enorme pressão curvando-me perante a vida
verdades irreais
entregues ao falso silêncio
virtual.

ESTE POEMA EU FIZ EM HOMENAGEM AO TEXTO CHEGA DE ADIAR, DO BLOG: PALAVRAS DE OSHO.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

OLHARES


Improviso de olhares...
anseios
olhares que
tropeçam de canto
levanta os cílios,
continua a fala
reflete a chama,
diferentes olhares
sonhos ...
incendeia o palco
apagam-se as luzes,
aplausos ...
Desviam-se os versos,
rumam para outro lugar,
perdido olhar,
escreve-se
sem situar,
poema sem título
chove bem devagar...
jornada extraordináriamente sutil
intercambio originado da leveza da emoção,
além da chuva molhada
imprecisa e graduada,
interessante e inesplicável de olhar
melhor que poder sentir e ouvir a chuva no espaço
molhada lucidez.

domingo, 22 de fevereiro de 2009

DESEJOS




Que te lembres agora

que te escrevo

que te sinto imaginação

do universo pensado

que te lembres ali na praça

no muro

na rua escura do vinho encantado

raios cósmicos no lago cantando um pensamento de amor

sem rumo nos encontramos como pássaros leves deslizando para oceanos

dispersando tempestades avessas

explodindo desejos

nas florestas.
Silenciosas risadas lançadas ao vento

completando a súplica

a distancia contínua

perdida (...)

na estrada estorna abundância

lembrando povos nas portas

desfrutando o desfeito na lambança

reassumindo o muro.

capoeiras azuis no cerrado

mares serenos

compondo entranhas 
visões

na mágica pra te ver

sentir explosão de desejo nos campos

na orbe fantasia

na recompensa

na tela

na vida continua

sem parar

de se olhar

na rua na vida no estado real

na melhor mutação das flores

delírios sepultando tristes ecos.

Acordei explodindo de desejos.


Doce Ilusão


Ouço estranhas vozes
ruídos....
corpos desenhados sem motivo
surgem agora sem sentido
sem efeito
que apagam
reaparecem
modificados
Inaugurando (....)O mistério...
Nesta zona árida sob o dia de meio sol
Na carne do deserto
na mente em movimento
entre palavras
De olho nas janelas do passado
Nas sombras de objetos desejáveis
Lamentações de um arquivo perdido(...)
Nos cantos da boca
Beijos partidos.
No anseio de beijos inteiros
numa revolução de sentir(.....)
Mas, afinal pra que tudo isso?
Doce ilusão
tempestade de sentimentos
cidade invisível quebrando sombras
Numa imagem caduca com olhares de pássaros sem asas
Nasce outra vez uma estranha voz
Vindo de dentro de você
Podendo explodir numa velocidade estática
no retorno de si mesma em cada minuto consumido
neste mundo vácuo que se afasta lentamente
(...) ficando sobras de corpos
desejos de razão.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

FRASES E PENSAMENTOS DE GABRIEL GARCIA MARQUEZ


Quem sabe Deus queira que conheças muita gente enganada antes que conheças a pessoa adequada para que, quando no fim a conheças, saibas estar agradecido.

A sabedoria é algo que quando nos bate à porta já não nos serve para nada.

O segredo de uma velhice agradável consiste apenas na assinatura de um honroso pacto com a solidão.

É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver.
Não passes o tempo com alguem que não esteja disposto a passá-lo contigo.
Descobri que minha obsessão por cada coisa em seu lugar, cada assunto em seu tempo, cada palavra em seu estilo, não era o prêmio merecido de uma mente em ordem, mas, pelo contrário, todo um sistema de simulação inventado por mim para ocultar a desordem de minha natureza. Descobri que não sou disciplinado por virtude, e sim como reação contra a minha negligência; que pareço generoso para encobrir minha mesquinhez, que me faço passar por prudente quando na verdade sou desconfiado e sempre penso o pior, que sou conciliador para não sucumbir às minhas cóleras reprimidas, que só sou pontual para que ninguém saiba como pouco me importa o tempo alheio. Descobri, enfim, que o amor não é um estado da alma e sim um signo do Zodíaco.
(Memórias de Minhas Putas Tristes - Pg. 74)
Gabriel García Márquez

http://pensamanzas.blogspot.com/
http://somesmotu.blogspot.com/
http://inspiracoesmatinais.blogspot.com/
http://wwwmeulampejo.blogspot.com/
http://sercristal.blogspot.com/
http://andykimbrasil.blogspot.com/

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

UMA MARGARIDA PARA MEUS SEGUIDORES



ESTE POEMA É DO BLOG PALAVRAS DE OSHO
COLOQUEI EM HOMENAGEM AOS SEGUIDORES DO DELÍRIOS DAS BORBOLETAS.
http://palavrasdeosho.blogspot.com/

Uma margarida é uma margarida ....
seu amarelo, um amarelo dançante ...
A rosa é uma rosa ...
a cor, a vivacidade ...
Ambas são flores,
e você pode encontrar similaridades,
mas não faz sentido investigar essas similaridades.
Você pode perder o rastro da singularidade,
e a singularidade é bela
.


http://amazoniainforma.blogspot.com/

http://agenciahumanidade.blogspot.com/
http://linking2008.blogspot.com/
http://danielsfcarlos.blogspot.com/
http://schsonia.blogspot.com/
http://percorrameusegredo.blogspot.com/

AMANHÃ TERÁ MAIS 6 SEGUIDORES HOMENAGEADOS

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

O CAMINHO DA EXISTÊNCIA



Essa segurança que as pessoas plantam em suas ações faz com que elas

Durante toda esta vida sentem todas as conseqüências dessas escolhas

Cada uma delas nos leva a um caminho

que na grande maioria das vezes já sabemos qual, pois

as conseqüências são sempre as mais homogêneas

Para se ter certeza por onde pisamos

formamos um enorme circulo vicioso de acontecimentos repetidos

Um namorado

porém com características idênticas do anterior

um novo carro

com o mesmo desenho do antigo

um novo emprego

mas porém com amesma função do antigo(...)

Essas escolhas sempre são embalsadas no conhecido e apurado logotipo

(...)tudo que já aprendemos até o presente momento

E você onde está hoje?

Movimentando a cultura deste país agrupado?

Você sabe que sua energia gera aprendizado espiritual?

se movimenta.

Arremessa corpos.

Em ações condicionadas por você

Esse é o campo propício para o desenvolvimento de uma vida amargurada,

calculada e previsível .

Calculável

(.....)são as estruturas

nós não podemos ser calculados

não somos escala

somos pessoas.

Resgatar o prazer de viver não é manter o controle de suas ações

é agir expontaneamente.

Um rumo certo

Pois tudo é o rumo certo

Tudo tem um rumo certo

Quando se deixa a vida expressar

a cada minuto criamos uma consciência

estamos respirando um novo ar

A cada ciclo de respiração

Um novo ar

Um novo viver

um novo arrependimento

levitas-te se conseguir

uma nuvem ligeira de conhecimento edificará

o caminho certo(...).

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

GRIFO PLANANTE


É UM BLOG DE UM GRANDE AMIGO QUE ESTÁ
CONTRIBUINDO MUITO PARA UM BLOG MEU.
FICO SEM PALAVRAS PARA AGRADECE-LO
ELE ME CONCEDEU UMA POSTAGEM SOBRE MEU BLOG.
OBRIGADA, GRIFO PLANANTE.
http://grifoplanante.blogspot.com


terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

LUA

Alinhar ao centro
Na fúria dos ventos,

Sorrindo com a boca
Num céu azulado
Brandou em pedaços de pele suando
Fragmentos de pedra saiam
(...),Suave ternura
O sol em brasa sai do espaço
Suavemente a lua ficava
Transportando dali cavalo dourado.
Deslizando em ondas
Enfrentando a fúria dos ventos
Ficando ancorado na rua da glória
Em toda clareza da vida
com a vaidade o vento zoava
Investigando a razão
Fiquei apaixonada.
Desagradando a visão o coração chorava
pede pernas para voar espiando os mágicos
dizia ansiosa que você volte logo
O relógio falava.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

FOTOGRAFIA DA VIDA


Consegui canalizar algo extraordinário

vi sua alma hoje

visão dimensionada sem limites

sem tamanho

sem cores

pude contemplar com toda firmeza de minha alma

toda dignidade humana.

A estratosfera ficou pequena diante de tanta imparidade ali encontrada

Viajei ao estabelecer o consolidar desta glória

o coração vibrou com tantos segredos

observei os sinais anunciando passadas do tempo

futuras também

revelando vestígios de coisas impróbias e incoerentes.

Você faz parte de um projeto original

o mais importante

quase perfeito.

Haverá coisas que não farão parte de nossos projetos por mais originais que sejam

portanto poderá haver um recalque

antes mesmo que a obra esteja pronta

você poderá reencontrar um outro ainda mais que perfeito

Um projeto oriundo e muito audacioso.

Silêncio

os céticos não poderão lhe suceder

Você poderá superar qualquer significado com seu êxito.

Um exemplo significativo de memória

O seu poder mental será sempre a chave

o desenvolvimento de sua potencialidade

através dele você poderá criar

prosperar

sorrir e ser convidativo

mesmo que o seu organismo não o queira

Poderá questionar

retroceder aos seus ideais

que na verdade podem ser de um povo

se aprovando integralmente

em experiências

em aprendizado

realizações traçadas por você.

É sua imaginação

seu pensamento que se transforma em realizações

Tente relaxar e goze

toda mudança chegará e tentará resistir

a solução da organização depende de como se adotou.

Será o seu retrato

E você vencerá.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

O ASSINALADO


Tú és o louco da imortal loucura,
O louco da loucura mais suprema,
A terra é sempre a tua negra algema,

Prende-te nela aextrema desventura.

Mas essa mesma algema de amargura,
Mas essa mesma Desventura extrema
Fazque tu " alma suplicando gema
E rebente em estrelas de ternura.

Tú és o poeta,o grande Assinalado
Que povoa o mundo despovoado,

De belezas eternas, pouco a pouco.

Na natureza prodigiosa e rica
Toda a ausência dos nervos justifica
Os teus espasmos imortais de louco!


"POEMA DE CRUZ E SOUZA"

sábado, 14 de fevereiro de 2009

CHEIRO DE AMOR

Além dos oceanos

Rios

tempestades violentas/

medo, (...)sensação de esvaziamento arsênico

vida desenhando sonhos inrropidos na insônia

jardins sem flores

além do limite da mente humana

Extraídos de uma expressão desgarrada

sem preconceito/

Ergo-me a cabeça olhando pro céu

geometria edificada do azul profundo

traçados em mãos quentes/

turbilhão de pensamentos enviados (...)

além da capacidade que envolve o cérebro humano

No ultimo vôo transverso de miragens

na sensação de encobri-la de leve

amasso meus fixos seios

traçando passos com minha personagem

numa intensa vibração

balançam cosmos

o suor escorre pela corpo

deixando cheiro de amor pelo caminho.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

EU E VOCÊ


Uma estrutura e você/
Um pilar/
Um balanço/
Você olha/
Ele olha para você/
Na próxima vez que se olharem já estariam se queimando /
Na simplificação da linguagem/
dividindo se em parcelas de olhares iluminados/
o suficiente para se darem por vencidos/
uma divisão de olhares/
mais um teorema com mais de cento e vinte anos/
Perfeito/ sem dúvida/
que de tanto demonstrar energia sentiu um esforço enorme/
aplaudido por uma carga desconcentrada/
pelo deslocamento da aura da estrutura/
Que/
está sendo executada dentro do maior avanço já antes concluído e demonstrado que/
de tanto esforço a tecnologia deformou-o/
Por debaixo destes pilares carregados de esforços horizontais existem
deformações/
é como medir um fio de cabelo que/
/apesar da demonstração estar no mesmo ambiente respeitando a lei da natureza/
Não perdendo o respeito pelo homem que fumava debaixo de uma árvore
inventando fórmulas/teoremas /funções e cálculos integrais/
O teorema que de tanto pó montava uma expressão de energia sem medidas/
? seria do deslocamento relacionados com seus esforços?
logo o problema estaria solucionado/
diretamente relacionado aos esforços solucionados/
Assim se fizeram respeitados, respeitando – se o "Outro".
Tudo indica que não teria deformações/
pois tudo se fazia com muita perfeição em toda estrutura constituída/
em pequenas parcelas em contato com o homem/
assim se faziam resultados de fórmulas/
para podermos usarmos diante de tanta tecnologia/
Considerando todos os efeitos sem dúvida nenhuma
sairá uma estrutura sem deformações.
Diante deste momento com relação aos esforços por mais solicitados teriam resultado positivo/
Sem nenhuma transformação/
sendo menores ainda comparados entre si.
Na flexibilidade/
estabilizando sem resistir/
entrando num jogo desprendido/
Sendo assim o mais flexível possível.
Apresentando resultados passo a passo/ devagarinho/
aplaudindo cada efeito em suas atitudes a cada tempo mais adiante/
calculando o efeito e a deformação a que terá que trabalhar
no cotidiano da estrutura de uma de suas vidas/
Você olha/ ele olha/você olha para ele/
Você até olha /mas não se dará por vencido/
Uma estrutura é você/
Você não será convencido/
você não se dará por vencido/
você é uma estrutura.

Voando Pensamentos

Fui voando num

precipicio sem calço

descalço

Assim tipo

voando(...),

sem chão no espaço do abismo que eu vi você

naquela noite iluminada

lá do alto percebi que(...), estávamos descalço

sem piso sem calço.

voando

Eu e você.

rapidamente atravessavamos o penhasco

sem cair

sem balançar

sem medo

muita luz havia no alto do abismo

eu e você

sem medo

sem nada

para quê

ser nada

ou ser alguém

se nada seriámos

ali voando

no espaço do nada iluminado

sem chão

sem teto

descalço.

Cidade Encantada

Cheguei a esta cidade encantada
mensageira de cedros suaves
lavandas exalam pelas curvas fechadas
destes cachos suaves jasmins
sopram em meus
cabelos(...),
lá de cima minha alma fica segura
nesta preciosa imagem
com vales profundos
meus pensamentos navegam delirando
conhecimentos
desde as campinas (...)
a tortuosas lembranças
sombras de sobras
de lua
noite de alma
descansarão sossegadas
sem possesões
sem sacrifícios
sem glórias
tritezas foram dispersadas
entre rochedos se perderam
nas montanhas o cheiro dos torrões de cada curva
que me levou às flores
experiência
vida
que tenho hoje(..),
serão suas também.




Está foto é da ilha da madeira, em Portugal.
Foto de um blog que eu sigo: louro fotos.




quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Amor de Verdade


Ao meu grande único e verdadeiro amor
que não seja pra ti pesado fardo
antes borboleta em seu ombro delicado
triste um dia partires e eis-me agora intacto
ficaram espinhos enquanto caiam flores do cacto
venhas (...)
tudo aqui me faz sentir saudades
vejo estrelas no céu da sua cidade
olhei-as
pra ver como sou de verdade
puderas foras como eras outrora
querido
pluma leve que o tempo leva sem pedir meu c oração.

Em poucas palavras


Jogando palavras em blocos de concreto

até o término deste edifício de poemas,

de frases sucintas

elaborei em meu potencial de fórmulas mágicas

sufocada pela sobrevivência

dividindo ingrediente de palavras macias

fórmulas suaves.

(...) e o sol passa aquecendo minhas palavras

O vento as resfria (...)

Mesmo que me encontre na curvatura da tempestade

sem ter opção de escolha

estarei amando as letras.

Não temos fórmulas mágicas de fáceis efeitos

assim estaria ignorando está lisura

diante da margem do equilíbrio.

Só queria ter uma antecipação do futuro

antes que o mar invadisse

deslizando de mansinho o trabalho do homem.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

GRANDE TESOURO

Turbando em silêncio
semente de simpatia
em comitiva
com suas vestiduras assentadas
suaves
macias
governador da floresta
filhos do rio
grande tesouro
abre os olhos para se defender
semelhante sabedoria em pessoa
olhos que brilham clareando a floresta.
Vejam toda tua nudez diante dele
quão fraco é nosso coração,
se nem sempre edificamos o nosso lugar
multidão organizada
se matando por tão pouco.
Observe(...).


O POEMA DE MAX MARTINS

Amargo

Há um mar, o dos velames,
das praias ardendo em ouro.

Há outro mar, o mar noturno,
o das marés com a lua
a boiar no fundo
o mênstruo da madrugada.

E afinal o outro, o do amor amargo,
meu mar particular, o mais profundo,
com recifes sangrando, um mar sedento
e apunhalado.


No Portal ORM:

LITERATURA

O poeta Max Martins, um dos maiores literários brasileiros, morreu no final da tarde desta segunda-feira (9). Internado em um hospital particular, em Belém, desde junho de 2008, passava por uma série de complicações clínicas.

De acordo com Laís Martins, neta de Max, a pressão e os batimentos cardíacos do poeta reduziram gradativamente ao longo da tarde, até o seu falecimento por volta das 17horas. O corpo permanece no hospital para a retirada dos aparelhos e procedimentos fúnebres. A família ainda não definiu onde acontecerá o velório e o sepultamento do corpo de Max Martins.

O escritor estava muito debilitado por conta do tempo que ficou internado. Ele deu entrada no hospital no dia 25 de junho de 2008 com quadro de pneumonia. No dia 19 de dezembro sofreu uma parada cardíaca. Na ocasião, o coração de Max ficou cerca de meia hora sem atividade e ele foi transferido em estado grave para uma Unidade de Terapia Intensiva.

Na época, ele ficou em uma UTI que permitia a realização de hemodiálise. A parada cardíaca deixou algumas sequelas, entre elas a necrose de um dos rins.


segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

MAX MARTINS - POETA PARAENSE


Ofereço a vocês uns dos meus poemas preferidos de Max Martins em homenagem a este grande poeta paraense-Brasil

A fera

Das cavernas do sono das palavras, dentre
os lábios confortáveis de um poema lido
e já sabido
voltas

para ela - para a terra
maleável e amante. Dela
de novo te aproximas

e de novo a enlaças firme sobre o lago
do diálogo, moldas
novo destino

Firme penetra e cresce a aproximação conjunta
E ocupa um centro: A morte, a fera
da vida te lambendo.

O caldeirão

Aos sessenta anos-sonhos de tua vida (portas
que se abrem e fecham
fecham e abrem
carcomidas)
ferve

a gordura e as unhas das palavras
seu licor umbroso, teus remorsos-pêlos
Ferve

e entorna o caldo, quebra o caldeirão
e enterra
teu faisão de jade do futuro
teu mavioso osso do passado

Agora que a madeira e o fogo de novo se combinam
e o inimigo nº 1 já não te enxerga
ou vai-se embora
varre a tua cabana e expõe ao sol tua língua
tua esperança tíbia
o tigre da Coréia da parede

É lícito tomar agora a concubina
E despentear na cama a lua escura, o ideograma

A Cabana

É preciso dizer-lhe que tua casa é segura
Que há força interior nas vigas do telhado
E que atravessarás o pântano penetrante e etéreo
E que tens uma esteira
E que tua casa não é lugar de ficar
mas de ter de onde se ir.

UNIVERSO INDECIFRÁVEL

Não conseguí palavras
(...) descrever tanta harmonia
tão verde menina dos olhos dos uirupurus
tanta vida pelo cheiro
no perfume da floresta
urrando nas pegadas do curupira
indecifráveis e infinitas criaturas.
Universo úmido
caçadores tecem armadilhas
para saciar a fome
olhos brilham como lanternas acesas
num rítimo cardiáco acelerado
inocentes presas desprotegidas pela fome
flutuam como jacarés no amanhecer
anjos de frutas
pássaros de luz.
verde
água que chora os vazios da
A
M
A
Z
Ô
N
I
A




domingo, 8 de fevereiro de 2009

Amazônia Vencerá

Silêncio na Amazônia
além dos movimentos do vento
o cantar dos pássaros que habitam a floresta
que já foi uma parte da amazônia.
Arvores longas
vitórias régias
peixes
silêncio!
Águas que caí das chuvas,
correm águas que passam nos rios.
Tudo faz parte da floresta de todos os povos.
O sol passa um pouco tímido
diante da imensa altura das árvores, perde um pouco de sua
cor amarelada, dando lugar ao verde predominante
desta natureza tão bela.
Folhas de imbaúba branca voam sem destino
até que caem na mão de pessoas que confiam na cura.
Voam virando cura
de uma possível dor para qual não teve farmácia.
Folhas secas caem dando espaço para novas na sequência
brotarem na esperança de um dia poder unir
o bosque a esperança da preservação da amazônia
Sobras úmidas
Imbaúba
uma árvore que
das folhas brancas(...)
chá das ilusões
à cura das pessoas.
Doce água da floresta!
que de tão verde doí nos olhos de quem pode tê-la.
Árvores longínquas e poderosas
deliram na felicidade
no prazer e encantamento da perfeição.
Este belo tapete verde
Amzônia pode salvar as pessoas
Amazônia pode curar
desde o chá de imbaúba
à tua satisfação de um dia poder vê-la de pé
orgulhosa por poder ter vencido a luta e
se manter com tantas e tantas árvores que não foram tombadas
açaizeiros nas vitórias régias se protegem
permanecendo em silêncio
felizes por estar alimentando a esperança
a fome
e a vida
de quem dela precisa para viver.
Bacuris, taperebás, peixe boi, pirarucu
Grande Amazônia
Quem não conhece também precisa salva-la.
Poderosa Amazônia nossa e de todos que nela vivem.


SOBRENATURAL


Descobri não lhe querer para sempre
se tu és passageiro
de trem que corre atrás das montanhas azuis
descobri que o amor construimos
e em virtude confinamos
sem sair pra dar uma volta
prudente obsessão nossa
simulação de tudo inventado por nós
não é este o amor
é sim, um estado de alma minha
pensando que minha idade é uma realidade dentro de nós
digerindo palavras impensadas mas, já codificadas
no sobrenatural da minha vida
diante do reflexo do espelho
pensamentos destruídos
demolidos pela moral
alimentados pela realidade
incurtida de sombras desiguais
Reflexos
desejos insaciáveis de amor e carinho.

FRASES

Um único minuto de reconciliação vale mais do que toda uma vida de amizade.

Gabriel García Marquez

FERNANDO PESSOA

“Em cada esquina de minha alma existe um altar para um deus diferente“.
Fernando Pessoa

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

"MARIONETE"

"Marionete" - Gabriel Garcia Marques

"Se, por um instante, Deus se esquecesse de que sou uma marionete de trapo e me presenteasse com um pedaço de vida, possivelmente não diria tudo o que penso, mas, certamente, pensaria tudo o que digo.

Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam.

Dormiria pouco, sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz.

Andaria quando os demais parassem, acordaria quando os outros dormem.

Escutaria quando os outros falassem e gozaria um bom sorvete de chocolate.

Se Deus me presenteasse com um pedaço de vida, vestiria simplesmente, me jogaria de bruços no solo, deixando a descoberto não apenas meu corpo, como minha alma.

Deus meu, se eu tivesse um coração, escreveria meu ódio sobre o gelo e esperaria que o sol saísse.

Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre estrelas um poema de Mário Benedetti e uma canção de Serrat seria a serenata que ofereceria à Lua.

Regaria as rosas com minhas lágrimas para sentir a dor dos espinhos e o encarnado beijo de suas pétalas.

Deus meu, se eu tivesse um pedaço de vida... Não deixaria passar um só dia sem dizer às gentes - te amo, te amo.

Convenceria cada mulher e cada homem que são os meus favoritos e viveria enamorado do amor.

Aos homens, lhes provaria como estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar.

A uma criança, lhe daria asas, mas deixaria que aprendesse a voar sozinha. Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento.

Tantas coisas aprendi com vocês, os homens... Aprendi que todo mundo quer viver no cimo da montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a escarpa.

Aprendi que quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão pela primeira vez o dedo de seu pai, o tem prisioneiro para sempre.

Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.

São tantas as coisas que pude aprender com vocês, mas, finalmente, não poderão servir muito porque quando me olharem dentro dessa maleta, infelizmente estarei morrendo."

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Amor por te

Carinho

Companheiro das horas certas

Certas horas companheiro

Venho a te pedir desculpas

Por não ser tão paciente

Mas é essa paciência que as vezes falta

Me faz sobrar amor por te.

Homem tu sabes que o amo

Amo só o que tu sabes,

Você que ÉS meu rei em todos delírios

Viagens que não terminam

Divulgo sempre o seu mandado

Sei que são muitas atribuições

Tu que és tão sábio

sabe de minhas aflições

Eu não tenho vaidades

Só tenho você

Acerca de todas as nações do mundo

Perdoe-me por aquelas palavras dormidas.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Viagem

Uma memória insatisfeita
transparente repetição
continuada de mudanças que se esgotam
mensagens compradas
ausentes
fugas de si mesmo.
Submerso em delírios gelados
viajantes
desaparição da alma
fica só a estética
(...), o corpo
neste ritual me encontro com a realidade
Impressão que tenho do real
embora invisível
individual
fica uma mensagem escrita na memória
códigos passando como vozes ditadas
pelo gelo
pela pele
um sorriso ampliado
às vezes, nenhum sorriso
protegido por ele mesmo
fazendo sentir uma mente refinada!
nada mais!


Fotografia Diária


Acordei,
vejo neblina
tudo é possível em
céu claro
Chuva todos os dias,
sol encardido.
O carrinho de gás que passa
publicidade de hora marcada
sempre a mesma canção de covencimento
mal conseguimos ouvi-lo nesta fotografia de calmaria.
Da varanda vejo pilar que escorre suor imputável.
Pelas artérias porosas
vapores infiltram partículas
A noite acontece
tudo se repete
(...)êxtase
mais uma noite que
ilusões gotejam nesta maquete
calçadas escuras
suspiros passam
não mudou nada
gritos
saudades
voam!

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Pensamentos

Sem sentir me vejo em montanhas
cerrados, campinas
despindo corpos e almas
pra você louvado
num pacto momento
sentido prazer da hora
que agora amada fui
um espetáculo
raro prazer sentido
ocultado cerrado
o vento sopra!
prazer ouvido
prazer sentido
prazer ao lado
agora prazer
amado prazer
que hoje eu sinto
muito prazer
pra você cerrado prazer
estarei aqui te amando.



segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Corpos Ardentes

Corpos que ardem por desejos incertos
corpos reagem aos movimentos próximos
sugam desejos loucos corpos
corpos ardentes
quentes
desejos por corpos que ardem
aos mistérios das noite de lua clara
na suavididade que passa brisa
frases de amor
ouço noites aladas
frases de amor
sinto quentes
noites de ardor
benditas frases de amor.
nossos corpos se entrelaçam
da tempratura percebo a cor
suor
calor
orgasmo
amor.


Related Posts with Thumbnails

add this