terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

HOMEM VIRTUAL


Dei lentamente duas voltas na sala
Queria eu dizer a você que não se afaste deste meu ar pacato e agudo
que se limita a oferecer um sorriso ao convívio do silêncio
Não por vontade minha
em limitar a oferecer um belo sorriso.
gritos de socorro
Como obscura sou desta terra
ouço vozes e rumores
tranquilizantes
e uma enorme pressão curvando-me perante a vida
verdades irreais
entregues ao falso silêncio
virtual.

ESTE POEMA EU FIZ EM HOMENAGEM AO TEXTO CHEGA DE ADIAR, DO BLOG: PALAVRAS DE OSHO.

3 comentários:

Osvaldo disse...

Oi, Fátima;
Quantas verdades num poema que procura confundir...
bjs
Osvaldo

Ludmila Roumillac disse...

gritos de socorro, me passa isso o tempo todo... Muito bom!!!

Besos

Daniel Savio disse...

Gentileza sempre é o melhor caminho, pois para que aumentar a desavenças entre as pessoas...

Fique com Deus, menina "Borboletas".
Um abraço.

Related Posts with Thumbnails

add this