domingo, 12 de abril de 2009

Silêncio


Palavras vão surgindo por caminhos incertos
Tempestades sinuosas passam por suas artérias latentes
respirando água dos rios
enquanto isso nas nuvens tocam
suaves melodias gotejam
segredo
caminho sem fim
dias e noites marcadas
silêncio na noite segue
dias se vão
você
brisa suave que escorre em meu corpo
filtrando pensamentos
viagens eternas
sentimentos vão brotando a cada segundo
em ti
em mim


45 comentários:

marie disse...

Maria
Bem sonante, seu silêncio!
Beijinho
Marie

Cris Animal disse...

Sincronia é tudo de bom ! Aliás, sem ela, não é possível.
beijo pra vc
...............Cris Animal

Flavio Ferrari disse...

Onírico.

Sandra Daniela disse...

Há silêncios que se tornam belos, como este que escreves aqui, mas há também os silêncios que doeem na alma...


beijinho grande

Úrsula Avner disse...

Oi Maria, um encanto de poesia adornada por bela imagem ! Meu carinho.

Maitreya disse...

O silêncio por vezes é mais barulhento que o som. Os pensamentos por vezes são mais ensurdecedores, que as palavras.As imagens mentais por vezes são mais reais que a realidade. Mas quando se compreende a essência do silêncio, afundamo-nos na cadeira, e desaparecemos no Universo. Bonito texto. Paz ...

•.¸¸.ஐA Borboleta apaixonada pela Rosa disse...

Teus versos são encantantes... Únicos, vivos, sublimes!

Beijos e borboleteios

Daniel Savio disse...

Meio tempestuoso o poema, mas mesmo assim encerra a beleza dos trovões...

Fique com Deus, menina "Borboletas".
Um abraço.

A Palavra Mágica disse...

Maria,

Esse teu silêncio é um misto de tudo: vento, tempestade, chuva, buzina, sirene, grito, silêncio.

Beijos!
Alcides

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Mesmo sendo época de coelhinho, meu computador esta mais para tartaruga, por isso só estou passando para desejar uma linda semana com muito amor e carinho.
Um grande abraço
Eduardo Poisl

rouxinol de Bernardim disse...

Os sentimentos brotam como a água pura da fonte!

Paco Bailac disse...

Paso lentamente por tu blog... y renacen en mi las ansias de soñar en los imposibles de una vida.
Activas mi energia son tu sueva lenguaje.

Agradecido


pacobailacoach.blogspot.com

Persida disse...

Muito bonita este poema, gostei imenso, parabéns cara amiga.
Desejo-lhe uma Páscoa muito feliz.
Persida Silva

Cá, disse...

Teus versos são encantantes... Únicos, vivos, sublimes²

Chica disse...

Versos lindos! um beijo,chica

Luana disse...

hummm parece que alguem está apaixonada em silencios e segredos ;)

Serena Flor disse...

Saudades de Alguém
Saudades, um pedacinho de emoção
dentro da gente...
Um pedacinho de outra pessoa
dentro da gente...
Uma voz, um olhar, um toque.
De repente uma angústia.
Saudade do que não fez,
ou daquela vez.
Saudades...
Das coisas, do lugar, da pessoa...
De um beijo, de um carinho,
daquele jeito diferente...
Ou do sorriso, de repente...
Saudades de alguém...
Saudades de você minha linda.
Beijos e ótima semana pra ti!

AMPARILLO disse...

Hola María, precioso poema, como todos! ojolá supiese expresar sentimientos igual que tú.

Muchos besos y un placer leerte!

Freddy disse...

i'd like your blog title and this poetics words is fantastic!!congratulations!!! from Romania best regards!!

Franzé Oliveira disse...

Bonito.
Bjos.

Ludmila Roumillac disse...

Esses sentimentos são os mais sinceros... =)

Besosss

Mylla Galvão disse...

Bela imagem e belo poema...
As vezes... o silêncio nem é tão silencioso assim... pois o barulho dos pensamentos se entrechocando se torna tão ensurdecedor que deixa de ser silêncio...
beijo grande...

marcelo dalla disse...

Lindo!
O silêncio cantante.
Espaço vazio e pleno.
A imagem docemente agressiva.
Os opostos unificados.
Luz!!!

Dionisios disse...

envolvi de olhar.
volver...
aqui.

CARLA FABIANE... disse...

AMIGA QUE NESSA SEMANA O AMOR A PAZ E
A FELICIDADE FAÇAM DE SEUS DIAS MORADA.
UM BEIJO

SADY FOLCH disse...

Lindos versos, Maria.

Virei mais vezes para conferir o que tem escrito.

Obrigado pela visita ao Caminho do Escritor.

Abraços

Ayelén disse...

Lindas palabras.Besos...

Pedro Cruz disse...

Silencio onde sussurradas impressões nos deixam a tocar - de leve - cositas suaves, serenas, onde a poesia está, aliada a sentires convidativos

Gostei de espreitar... este suave campo de palavras mágicas, com música

Voltarei

Abraço

Pedro

Astrid Annabelle disse...

Olá maria!
Vim lhe conhecer e amei.Já estou seguindo seu blog!
Sucesso e parabéns,
Astrid / Ma Jivan Prabhuta

Daniel Costa disse...

Maria

Achei interessante! Um poema a parecer, ou será uma divagação poética dum pensamento sentido.
Daniel

casa da poesia disse...

"você...brisa suave que escorre em meu corpo..."...belo!...e para ti...
"Abvum d'bashmaia"...!?...

Francisco Javier DC disse...

Bello, me gusta.

Buenas tardes.

Jana disse...

Olá Maria.
Passando para agradecer sua visita.
Lindo blog e amei a poesia.

Bjs

Fada do Mar Suave disse...

Uma poesia doce, suave e cheia de encantamentos.
Aqui está tudo muito lindo, tudo muito bom. Parabéns pelo talento artístico e pela beleza do blog.

Beijosss

BC disse...

E que muitos sentimentos verdadeiros possam sempre brotar em si, no silencio das palavras ditas.
Beijo
Isabel

Mário Margaride disse...

Um belíssimo poema, Maria!

Intenso, terno, carinhoso...

Convido-te a passa pelo "AMOR DE ALÉM MAR", outra forma de fazer poesia em dueto.

Beijinhos e boa semana!

Mário

MEUS PENSAMENTOS disse...

lindo o seu poema!
suave eromantico como rosas,numa linda manhã!

Tânia disse...

Olá minha querida!!!
Linda, linda poesia...como diria Leonardo da Vinci "As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar".
Beijos

Rubén el Navegante disse...

Pensaba en el mar, en ti pensaba,
en que sabes amar a su manera,
a veces es calmado, a veces tan osado, a veces ni se siente
y luego te lleva la marea.


A veces sus olas te arrebatan,
te acarician tan amantes,
te llegan al cuerpo, palpitantes,
que sientes que te enamoran.

Me gusta cuando a la orilla llega
y sus olas solo gimen,
no recuerdan ni futuro ni pasado,
solo hacen a la playa su maravillosa entrega.


Así como el mar, a tu manera,
cuando en la noche todo calla,
me gusta que tú seas mar
…. y yo la playa.

Saludos fraternos, Rubén.

Amor disse...

Muito Bonito.
Visita:

http://amor-diariodoprazer.blogspot.com/

vfedor disse...

bonita descripción del silencio. En verdad, un estrepitoso silencio, un ruidoso silencio.
Como la tensión de quien espera...

cibersan disse...

esta muy chevere tu blog...felicidades!

ahi te dejo para que lo cheques:

www.tumentepoderosa.blogspot.com

fer

leonorcordeiro disse...

Maria, obrigada pela visita tão amável.
Grande abraço!

Flor Baez disse...

Maria, de quem é esta linda obra de arte que ilustra teu poema?

Flor Baez disse...

Maria, de quem é esta linda obra de arte que ilustra teu poema?

Related Posts with Thumbnails

add this