quinta-feira, 21 de maio de 2009

Na Correnteza do Rio


Uma chama

uma cama

vida uma

base minha

uma chama

nossa vida

uma rocha

que suporta//

temporais//

nossa vida uma chama

que inflama

que passa

perpassa

em flores/

em pétalas//"

minha vida é você//

que passa/

/me arrasta correnteza

que me leva flutuando pelo rio abaixo//"

vida minha"""//

59 comentários:

Don Alejo Corazón disse...

María Fatima Borges,le saludamos afectusamente, en la oportunidad de comunicarle que he tenido el honor de otorgarle a su hermoso Blog, "El Premio Palabras como Rosas", esperando sea de su plena satisfacción.

Ernani Netto disse...

Bom ser levado pela correnteza, principalmente quando o rio é agradável!

Bjaum

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Maria! Será que o delírio é somente das borboletas? E essa chama na cama que inflama, que passa , repassa e perpassa arrastando a correnteza? Me engana que eu gosto!

Muito lindo. Adorei.

beijos,

Furtado.

Poeta almaquio disse...

Muito bom deixar que a correnteza me traga até aqui. Abraços.

Caillean disse...

Oii Maria

Gostei muito, principalmente "que me leva flutuando pelo rio abaixo//" minha vida""""/" poderosas palavras.

Vim aqui agradecer vc no meu blog e te conhecer gostei do que se respira aqui.
Vou voltar

Beijinhos de encanto!
)0(

rui disse...

olá Maria....está muito bonito esta poesia.. onde pelo que vejo
existe robustez na sua vida...
existe..alma e amor...
existe fragilidade....
e existe entrega e desejo.. de cada dia ser mais feliz... na entrega na procura..e principalmente....no momento....

sua VIda pode ser um belo jardim.
nao deixe as suas flores secarem..
te desejo um belo dia dia.....
que navegue em Paz..bom fim de semana e muito amor na sua Vida
fique com Deus....e com saude
Rui

João Menéres disse...

Só a absoluta falta de tempo me tem impedido de comentar os delírios das borboletas a que tu permites pousem de flor em flor.

Gosto sempre muito das tuas poesias.
Sejam rios, sejam prazeres...

Beijo grande.

Mírtilo MR disse...

Poema lindo, de palavras simples, pleno de ritmo curto, ou leve, e mavioso, com musicalidade a pedir ser musicado e cantado, bem desenhado, poema de comunhão de dois seres amantes, em que ressalta tão docemente íntimo e firme amor, como que silenciosamemente jurado amor, e sensualidade doce, de fiel promessa, de permitido e confiante arrastamento da amada, porque tal comunhão tudo consegue suportar como real rocha, e na correnteza do êxtase há a feliz fusão do âmago, e não só, da amada, de toda ela, com seu amado, na mais melifluamente profunda comunhão de dois seres amados entre si, dir-se-ia para sempre.

Parabéns pelo tão belo e simples mas profundo poema de amor.
Um beijo amistoso e admirativo.

Mírtilo

Agulheta disse...

É bom ser levada pela corrente,depende se ela é forte ou branda.
Beijinho bfs

Daniel Costa disse...

O poema é como se fosse o presente-perfeito do indicativo, sendo belo encerra a descrição de um ideal de vida a dois.
Daniel

Milésimo disse...

Este texto tem muito significado escondido nas entrelinhas.
É um verdadeiro rodizio de palavras.

Um beijo

Sonia Schmorantz disse...

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

Autor: Paulo Santana

Um lindo final de semana!
Abraço

A Palavra Mágica disse...

Se confiamos na correnteza, ela nos levará com segurança até o mar. Ondas fortes que arrebentam nas pedras, mas em nós é pura calmaria.

Beijos!
Alcides

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A Amizade é...
O mais nobre dos sentimentos,
Cresce à sombra do desinteresse,
Nutre-se brindando-se e floresce
a cada dia com a compreensão.

Seu lugar está junto ao amor
Porque ela é também amor.
Somente os honestos podem
ter amigos, porque à amizade,
o mais leve dos cálculos a fere.

Como é um bem reservado aos
eleitos, é o sentimento mais
incompreendido e o pior interpretado.
Não admite sombras nem fingimentos,
rusticidade nem renúncias.

Exige no entanto sacrifício e coragem,
compreensão e verdade,
VERDADE! acima de todas as coisas.

Com as pequenas coisas
do dia a dia
cresce nossa amizade.
Desejo que sempre seja assim.

(Desconhecido)


Te desejo um final de semana com muitos amigos,amor e paz
Abraços do amigo Eduardo Poisl

casa da poesia disse...

...nossa vida...uma chama...!!!...belo!...e...

para ti...

"Negema wangu binti"...besos mil.

Léo disse...

Bonita foto.

Te confesso que não sei fazer poemas destes que você faz. frases curtas e diretas que culminam num sentido.

Direto do Brasil.
Beijos.

Márcia(clarinha) disse...

E que mansamente a correnteza vá...

lindo dia
beijos

Armenio disse...

Liguei as duas margens em mariposa.

Ficabem

Arménio Silva

Perséfone Hades disse...

Belíssimo!

E na correnteza vamos nós...

bjs

Perséfone

Tétis disse...

Belíssimo poema.

Um brincar, um jogar com as palavras feito pela pena de uma artista.

Um poema cheio de sentimento e beleza estética.

Parabéns.

Um grande abraço

Valdemir Reis disse...

Amiga Maria de Fatima é sempre com grande alegria que retorno para este importante espaço. Honrado e feliz. Quero agradecer sua amizade, atenção e gentileza. Muito obrigado! Parabenizo você pela harmonia e qualidade deste trabalho. Grande tema, ótima escolha, lindo visual, lindissimo texto, relevante, uma preciosidade, encantador gostei. Valeu ter passado aqui. “Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” Cora Coralina. Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Aguardo sua visita, passa lá! E volte sempre! Tenha um agradável e feliz fim de semana. Muita paz, brilho, proteção e sucesso. Tudo de bom, prosperidade... Fique com Deus. Forte e caloroso abraço.
Valdemir Reis

Cleo disse...

Perfeito, leve como as pétalas das flores. Muito lindo tudo que escreves.
Beijos com carinho e uma bela semana.
Cleo

SANDRA disse...

(¯`v´¯)
(¯`(●)´¯)
(_.^._) ....PASE A SALUDARTE EN ESTA NOCHE Y A DISFRUTAR DE TU LINDA ENTRADA, TE DEJO UN FUERTE ABRAZO Y TE DESEO UNA SEMANA LLENA DE COSITAS LINDAS PARA TU VIDA Y GRACIAS POR ACOMPAÑARME EN MI BLOG.
BESITOSSSSS

Layara disse...

Ai! correnteza de outra vida que nos leva rio abaixo, flutuando nos deixamos levar...

Lindas Letras.


Um beijo Lilás!

Francisco disse...

...Vida...

Intensa, Imensa,

...Saudade, Maresia...

Mergulho no Mar, perdido nas Ondas...

Beijo
Francisco

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Eu vou atravessar o rio a deslizar que me separa de você...

Beijos e borboleteios

lusibero disse...

Maria, o poema é adorável! Surrealista mesmo!O Surrealismo não fez grande era ,aqui,em Portugal;aliás, enquanto fui Prof. de Português,não me lembro de terfeito parte dos programas. Talvez por isso a minha poesia seja de outro teor. tenho, habitualmente, dificuldade em aceder ao teu blog e, por isso não te comento tanto como desejaria. Conto com as tuas opiniões.
BEijito de lusibero -Portugal

Basurero Usurero disse...

Basurero Usurero se hace presente en este tan concurrido blog, gracias. Suerte.

Luísa disse...

"Uma Chama,
Vida minha!"
Uma chama,
escrita tua,
que vem e embeleza
tal como na noite a Lua1

Adorei o teu reflectir...
Beijinho terno!

rouxinol de Bernardim disse...

Minha cara.

o rio da vida é tão lindo quando não está poluído...

isabel mendes ferreira disse...

delírio da saudade.....dessa beleza.




.



obrigada.

O Profeta disse...

No sul mora a saudade
No peito de mulher sem nome nem guarida
Que percorre a beira-mar entoando
Um chamamento de nostalgia

Porque o amor não se detém
Às vezes enlouquece a loucura
Tempestade ou bonança
Planta sedenta da ternura


Boa semana



Mágico beijo

εïз εïз Doce Essencia εïз εïз disse...

Maria

Bom Dia

Um lindo poema sem duvida.
Venho tb para lhe convidar a conhecer as novas mudanças em meu Jardim de Borboletas.
Sera um prazer recebe-la.

Doces Beijos

Doce Essencia

huga katia disse...

Delicia esse poema!
um bom fim de semana pra vc linda!

Sentilavras disse...

Que belo delírio de borboleta!

Marlene disse...

Maria olá! Estou aqui apreciando esses poemas tão tocantes á minha alma! E agradecer a visita ao meu blog culinário! Eu tenho um blog de coisas escritas que chamam poemas, são sentimentos, dores coisas se passam comigo. Te linkei lá para seguir-te é
http://nasunhasesmaltepreto.blogspot.com
Poesia estilo surrealista o meu preferido nas artes. Venho ler-te como é merecido um blog de tantas facetas interpretativas.
Minha família por parte de mãe é toda de Belém e estive aí no Cìrio do ano passado, sou devota de NSra de Nazaré.
Gabriel Garcia Marquéz ... quanta lindeza nos seus escritos é um grande mestre para mim.
Enfim amiga adorei passar por aqui e ter essa ótima leitura.
Um beijo.

O Sibarita disse...

Ô, é fia? Hummm... Ai Vida minha de preferência numa rede, oi que bom! kkkkkkkk

Dona moça, porreta, porreta mesmo sua poesia, tocante, apaixonante...

Eita moça retada para escrever!

bjs
O Sibarita

tossan disse...

A tua correnbteza é coerente e tupoesia mais ainda, é bela...Beijo

Nanda Botelho disse...

Oi Maria,

cheguei por aqui também. Eu descobri que o melhor jeito de viver é deixando a vida conduzir, ser levada pela correnteza.

Bjs!

Bruna Dutra disse...

muito lindo isso!

Prof. Israel Lima disse...

Boa Tarde!

Cheguei e gostei deste maravilhoso espaço! Parabéns!
Voltarei mais vezes sim.

Tenha um excelente final de semana.

Um grande abraço.

Espero você lá no "Pelo Corredor da Escola"

Paula Raposo disse...

Muito belo poema!! Beijos.

Chica disse...

Maravilhoso navegar por esse rio...beijos,tudo de bom,chica

Eliene Dantas disse...

Essa sua forma de escrever é muito bacana, gosto bastante das suas poesias. bj e um lindo fim de semana

Agulheta disse...

Maria. Gostei tanto de ser levado pela corrente deste rio,cheio de água pura e muita poesia.
Beijinho bfs

José Carlos Brandão disse...

Lembro Heráclito: Ninguém se banha duas vezes no mesmo rio. Então: que bom estar nas águas do rio, somos sempre novos.
Beijos.

Compondo o olhar ... disse...

lindo poema e combina plenamente com a foto maravilhosa!!
tem selinho p vc... passa lá no meu blog para pegá-lo.

bjocas

Valdemir Reis disse...

Olá amiga Maria é sempre uma grande satisfação voltar aqui, registro minha gratidão por sua amizade, atenção e gentileza, obrigado mesmo de coração por sua visita e comentário, tudo isto nos fortalece e aproxima. A casa é nossa volte sempre. Saiba que admiro muito o seu trabalho. Realizado sempre com muita Inteligência e excelente qualidade, parabéns pelo belissimo post, lindissimo poema, meu reconhecimento e votos de muito sucesso e brilho.
Quero compartilhar com você o poema abaixo do nosso imortal Vinícius de Moraes:
“Certas palavras podem dizer muitas coisas;
Certos olhares podem valer mais do que mil palavras;
Certos momentos nos fazem esquecer que existe um mundo lá fora;
Certos gestos, parecem sinais guiando-nos pelo caminho;
Certos toques parecem estremecer todo nosso coração;
Certos detalhes nos dão certeza de que existem pessoas especiais,
Assim como você que deixarão belas lembranças para todo o sempre. Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.”
Desejo um fim de semana repleto de alegrias extensivo aos familiares. Forte abraço, paz, luz, saúde, prosperidade e muitas bênçãos. Fique com Deus. Felicidades.
Valdemir Reis

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

"Não sou como a abelha saqueadora que vai sugar o mel de uma flor, e depois de outra flor. Sou como o negro escaravelho que se
enclausura no seio de uma única rosa e vive nela até que ela feche as pétalas sobre ele; e abafado neste aperto supremo, morre
entre os braços da flor que elegeu."

( Roger Martin)

Passando para desejar um final de semana com muito amor e carinho.
Abraços do amigo Eduardo Poisl

Cristiano Melo disse...

Fátima,
poema romântico do inicio ao fim, e o ninho como local de reflexão.
Muito bom de ler e suspirar.
Parabéns
bjo

Mylla Galvão disse...

Faz muito tempo que não leio seus poemas Maria... e a cada dia você me surpreende mais!!!
Mui belo!!!

Bjão e ótimo domingo!!!

Toni Bra disse...

Bellisimo el poema y bien acompañado con la imagen del agua,signo de pureza y de cambio.Un placer visitar y seguiré haciéndolo.saludos

Hariane disse...

Tem ritmo, vocábulos em sintonia e uma imagem...gostei a beça!


Bjus

Caillean disse...

Ola maria

Voltei para avisar que tem um SELINHO la na "Casa" para voce, passe la para pegar viu :)

Beijinhos de LUZ

)0(

wallper.lima disse...

Olá Maria, quanto tempo!
Linda poesia! Linda imagem! Onde vc fala de vida, em água que leva e trás, e tdo isso é o amor! Linda!
Bjocas e apareça.
Waleria

ellen disse...

Muito bom este Maria. Gostei.

Beijinho

Bruma Artio disse...

Amei!
Já me tornei seguidora!
Obrigada por esse cantinho mágico.

Um suave bater d'asas.

Marlene Maravilha disse...

Gostei demais deste poema Maria!!
Parabéns!

Pedro Cruz disse...

Olá Maria
sua poesia é música pelo que nos faz sentir
é movimento, sendo caminho pelo que podemos perceber
é sonho buscando "você" que passa, nesse rio abaixo
é magia

obrigado por sua linda poesia

Pedro

Related Posts with Thumbnails

add this