segunda-feira, 15 de junho de 2009

UMA CAMA VIDA MINHA

Uma chama

uma cama

vida uma

base minha

uma chama

nossa vida

uma rocha

que suporta//

temporais//

nossa vida uma chama

que inflama

que passa

perpassa

em flores/

em pétalas//"

minha vida é você//

que passa/

/me arrasta correnteza

que me leva flutuando pelo rio abaixo//"

vida minha"""//

20 comentários:

João Menéres disse...

FÁTIMA

Li rápido, verso a verso.
Fiquei muito entusiasmado com esta tua poesia.
Forte, muito forte.

Um beijo assim.

Ernani Netto disse...

Uma vida que é nossa, mas ao mesmo tempo é minha!

lindo!

Bjaum

Alexandre Prestes disse...

confesso que fiquei confuso, passa milhares de pensamentos, vontades e devaneios na minha cabeça .... rsrsrs

beijos

Chica disse...

Linda e especial poesia e esses versos são perfeitos. beijos,chica

Nade disse...

Boa Noite!
Adorei ver que você confirmou presença na Blogagem Coletiva - Minha Música, Meu Momento!
Fico honradíssima em tê-la parceira no dia 21 e já estou ansiosa em ler a sua história, em ver sua postagem.
Vai ser fantástico ler as experiências de vários amigos blogueiros sobre o tema proposto postadas em seus respectivos blogs no dia 21!
Só não esqueça de anunciar sua participação na Blogagem colando o selo na sidebar do seu blog...
Dia 21, estaremos em festa!
Grande beijo!

Orgulho de Ser

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Me arrasta correnteza que me leva flutuando pelo rio abaixo, vida minha.

Muito profundo. Parabéns!

Abraços,

Furtado.

Retalhos de Amor disse...

"uma rocha
que suporta
temporais"

Versos na fortaleza do sentir...
Belos e imensos!!!

Demais de lindo teu Poema, Maria!!!

Sabe...
Sinto teu nome, Maria...
Áurea bendita
De estrelas todas
Diademado!!!

Beijos muitos...
No teu doce coração!!!
Iza

Wanderley Elian Lima disse...

É bom ter uma rocha ao lado que nos dê segurança. Mas também é bom sermos nós mesmos para corrermos os riscos.
Um abraço

Milésimo disse...

Virtuoso como sempre.
Adoro o teu perfume de poesia.

Bjs

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A vida é um incêndio:
nela dançamos,
salamandras mágicas
Que importa restarem cinzas
se a chama foi bela e alta?
Em meio aos toros que desabam,
cantemos a canção das chamas!
Cantemos a canção da vida,
na própria luz consumida...

(Mário Quintana)

Desejo um lindo resto de semana com muito amor e carinho.
Abraços Eduardo Poisl

MEUS PENSAMENTOS disse...

oi maria estive um pouco sem poder aparecer mais estou aqui e vim lhe convidar para me visitar estarei aqui sempre ,vc faz parte da estoria do meu blog bjs!

KG disse...

Adorei!

Armida Leticia disse...

Saludos desde México. Es un placer, leer tan bello idioma.

Silvio Koerich disse...

Oi tudo bem?

Passa no meu blog e vê se gosta

Tô te seguindo

abraço!

Maria Ribeiro disse...

Lindo, Fátima!Cheira a AMOR! Surrealista, tu? Mais romântica que ninguém!Ou como todos...
Beijo de lusibero

Maria Ribeiro disse...

Maria:você é uma romântica inveterada!"nossa vida uma rocha...nossavida uma chama..."
LEU GARRETT, MARIA?
Fui ao "AMAZÓNIA INFORMA" (continuarei a ir)mas não é possível comentar...verdade?
BEIJÃO DE LUSIBERO

Sonia Schmorantz disse...

Uma cama e um poema assim tão bonito, também é muito bom!
beijo e bom final de semana

Léo disse...

Mais um poema no estilo cavalgada.

Minha crítica fica para essa pessoa de aspecto doentio na foto... deitada em posição fetal, suas roupas lembram manicômio, os pés sujos...

Enfim... eu achei foto e texto contrários.

Direto do Rio.
Beijos.

Bea - Compulsão Diária disse...

Gostei do ritmo e do tema. Belo poema

Anônimo disse...

aayjjede [url=http://bit.ly/elancreditcard]elan credit card[/url] llopjeniuud

Related Posts with Thumbnails

add this