terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Poemas

Pássaros envoltos
temporal
que cai de mansinho
em pés que afundam na areia
mergulhados num mar de pedras pelo caminho
sombras andantes a cada passada
esculpindo sobre a água
poemas singulares.

6 comentários:

Interesting Thoughts Dude disse...

Parabens pelo seu blog, muito inspirador...

Carla Fabiane disse...

gratidão!
continue esculpindo seus poemas singulares...
que suas mãos,docemente escrevam plurais e grandes sintonias. envoltas em revoados passaros azuis...
te espero sempre em meu cantinho da paz,onde o amor é um ser alado.
beijos muita paz!
CARLA FABIANE

Mírian ღ ღ disse...

Olá! Passei para reatribuir a vizita e tambem quis te linkar.
Parabens pelo blog, pelas imagens e pelos suaves delírios!

Everson Russo disse...

Poemas são todos os segundos de vida, tudo que envolve a vida, o ar que respiramos, os amigos que fazemoss....beijos na alma, fiqeu com Deus sempre...

Paula Raposo disse...

Obrigada pelas palavras deixadas num dos meus espaços. Também gostei de vir aqui. Beijos.

Angela Ladeiro disse...

Muito bem documentada a foto que é belissima

Related Posts with Thumbnails

add this