segunda-feira, 5 de julho de 2010

"ESPERANÇA"


Do quarto iluminado, surgiu a esperança pulsando palavras e buscando vidas.
No mesmo espaço
Mesma mente
Mesmo coração e
vidas separadas.
Cada um oferecendo simplesmente que o silêncio esteja presente.
Do quarto não posso ver o céu, mas sinto as estrelas voando esperança em minhas
suas
artérias geladas.

20 comentários:

Poeta del Cielo disse...

versos muito sentidos... cheio de sentimientos... con a esperanca..de que o silencio nao seja mas aquela calma.. aquela pausa no espaco.... y sim seja uma esperanca de sair y ficar perto de aquelas estrelas voando....

muito lindo seu bloge a felicito... un prazer le seguir....

bom comeco de semana

abrazos

Marilu disse...

Querida Maria, lindo seu poema..Beijocas

Chica disse...

E a esperança não nos pode faltar!Lindo!

beijos,lindo dia,chica

Wanderley Elian Lima disse...

Solidão a dois, é a pior de todas elas.
Bjs

angela disse...

Lindo poema, gostei das artérias geladas.
beijso

Multiolhares disse...

Quando fechamos os olhos o céu fica nas nossas mãos
Bj

CARLA FABIANE... disse...

passei para lhe deixar um beijo.
e lhe desejar feliz dia do amigo!

Maria Regina disse...

"Do quarto não posso ver o céu"...A esperança é isso: Não poder ver o ceu , mas saber que ele está lá, que ele existe.
Lindo poema
Um abraço

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Maria.

A esperança é a última que morre.
Lindo poema. :-)

*********

"Lembre-se que se algum dia você precisar de ajuda,
você encontrará uma mão no final do seu braço.
À medida que você envelhecer,
você descobrirá que tem duas mãos -
uma para ajudar a si mesmo,
e outra pra ajudar aos outros."

Audrey Hepburn







BOA SEMANA!




♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

jefhcardoso disse...

Lindo poema. O silêncio de duas vidas solitárias e uma esperança.
Jefhcardoso do
http://jefhcardoso.blogspot.com

Lu Dantas disse...

Suave, leve, muito bonito!

Gostei daqui e vou voltar, viu!

Bjs

ƸӁƷBeautiful Butterfly WomanƸӁƷ disse...

MARAVILHOSOOOO!!!!!!!!!AMEIII!!!!BEIJOS MEUS!!!

DEUSA PAGÃ disse...

Oi! Estou fazendo uma "visitinha" em seu blog...Parabéns pelo espaço...

Super abraço.
E apareça sempre!

Natural.Origin disse...

*

Salete Maria disse...

Queremos parabenizar a você pelo blog e convidá-lo a visitar o nosso Cordelirando e ler um cordel sobre a Lei Ficha Limpa.
Neste cordel, Salete Maria nos informa, de maneira clara, porém simples, a respeito deste assunto tão importante, principalmente nos dias de hoje!
Abraço fraterno,
Equipe Cordelirando

Valter Montani disse...

Querida Maria, passei para lhe desejar um bom fim de semana e feriadão, bjs

"Na suavidade das cores e textura de uma flor que com delicadeza espalha seu aroma sedutor,manifesta-se de forma natural uma mágica beleza
encontrada igualmente nos seres plenos de amor."

Valter Montani

C Jorge F disse...

São fascinantes as trajectórias terminais das borboletas, antes de pousarem no silêncio...

j maria castanho disse...

Bandeira Natural Sob os Flashs de (M)Arina

Da lama da alma clamo na alameda dos álamos
A alquimia do olhar aceso à chama que ilumina
Enlevada calma enleia-me quando aludes a lidos
Acordes que acordam laivos de sonho na alegria
Ver-te aqui, entre as flores deste jardim escondido
Algures, lá onde as casas encontram suas portas
Mil, pelo menos, esculpidas como nichos de luz
Socalcos de cores no botaréu da escurecida noite
Amolecida, branda, breve liana de balancé o verbo
Oscila redondo e dito na ditada amálgama do ser
Diluído alento esse de esperar nas frinchas sólidas
Arejadas frestas da solidão onde o pequeno anuro
Desafia o sol sobre a rubra polpa da pétala veludo
Felpudo de ver, imaginar e não profanar ao toque
Como acaso feito símbolo que cresta iludida mente
A alivia do seu intrínseco desterro visceral emotivo
Que motiva quanto prende, e liberta quem entende.


Eis aí o secreto deleite do verde ser sobre a rubra capa
Que onde a esperança alcança o grito nasce outro mapa!

João Bosco Maia disse...

Estive já por aqui e cá estou outra vez. Belo espaço para as letras, para a poesia, para o pensamento... para tornarmos mais claros nossos caminhos! Ao mesmo tempo em que te mobilizo para removermos este triste índice de 2 livros/ano por leitor brasileiro (na Argentina são dezoito livros/ano),
te convido a conhecer meus romances. Em meu blog, três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
Um grande abraço e boa leitura!

Daniel Savio disse...

Então, comemorar a felicidade pensando o que ainda temos de sentir...

Fique com Deus, menina Maria.
Um abraço.

Related Posts with Thumbnails

add this