domingo, 14 de fevereiro de 2010

O CANTO IMAGINÁRIO



Ligada ao amor ao longo da vida

o calor da fruta

que durou no convívio dos dias

do tempo

da água

sem ver ventania viver dilemas.

No meio a deterioração dos costumes,

Aludidos e atenuados pela força.

Apresentei a vida demasiadamente curta

para contar tudo aquilo que vi no final da década.

/Heroína das estórias que conto

com amplo conhecimento temático

Carregada de cheiro

sentimentos e emoções./

Mergulhada no cotidiano das sombras das mangueiras eu vejo

cada pessoa que passa que,

transpira o calor da chuva que cai nas tardes desta cidade/

/É sol

É chuva/

Toda tarde tem aqui em Belém//

Tem samambaia

Arvores nas árvores

Orquídeas e o canto cerebral da praça

O cantar dos periquitos toda tardinha depois de uma chuva mansinha/

Não é ficção eu na verdade te falo de um dia na praça

da genética///

dos pássaros///

/da reprodução

da herança dos que brotam sem definição nas árvores/ flores.

Da luz das mangueiras no plano coletivo

No imaginário de todos que me lêem até o final/

A razão me diz que escrevo para você que/

no meu coração ouve uma transformação

Produzida pela própria autora tentando equilibrar suas paixões

numa intensa busca existencialista.

/O percurso é amplo

intenso

Tem algo no caminho incendiando minha imaginação///

10 comentários:

angela disse...

Que arda como o sarça, sem se consumir jamais.
beijos

Taty Cascada disse...

Surrealismo poético, la fluidez en acción.
Beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Maria
Linda narrativa carregada de ritmo e força. Adorei.
Beijos

Mariano P. Sousa disse...

Ôi maria!
passei aqui pra te avisar.


Lá no meu blog tem um sêlo que eu indiquei pra você quando for possível passa lá e pega.
Abraço!
Beijos

jefhcardoso disse...

Maria, e que as chama de sua imaginação me queime tantas outras vezes até ao final desta leitura que fiz sob a sombra que imaginei das mangueiras pejadas por orquídeas e banhadas pela chuva de cada dia.
Bem, ficou claro o quão prazeroso me foi encontrar o seu blog enquanto fazia minhas visitas?
Pois bem, quero que conheça o meu blog agora, em especial, quando tiver um tempinho, quero que opine sobre A Psidium Guajava Mágica, se possível for.
Abraço: Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com .

Francine disse...

Oi, estou passando para avisar que estou reformulando meus blogs e convido-o para participar do mais novo blog, feito especialmente pra falar de amor: http://palavrascomacucar.blogspot.com
espero a sua visita! abraços...

Paulo Tamburro disse...

lINDISSIMA POESIA E BELA INSPIRAÇÃO.



PARABÉNS PELA SENSIBILIDADE!

UM ABRAÇÃO CARIOCA

Chica disse...

MUITO LINDO! SENSIBILIDADE À FLOR DA PELE!BEIJOS,CHICA

VELOSO disse...

PARABÉNS PELO BLOG E PELOS TRABALHO VENHA VISITAR E COLABORAR COM OBAÚ VALEU ...

Daniel Savio disse...

Imagino que tenha um pouco de próprio relato de ti nesta poesia...

Fique com Deus, menina "Borboletas".
Um abraço.

Related Posts with Thumbnails

add this